7 hábitos de “etiqueta”, na comunicação online

Teresa Rosalino na comunciaRH

Desde criança que aprendemos algumas regras de etiqueta à mesa, como mastigar com a boca fechada, não colocar a faca na boca, dar garfadas pequenas para não encher demasiado a boca, etc.

Mas, já parou para pensar que existem regras que denomino de “Etiqueta na comunicação online”, que ninguém nos ensinou como devemos agir, para que a nossa comunicação seja mais impactante?

Vou partilhar consigo 7 dicas de “Etiqueta Online”, para que a sua comunicação seja mais impactante:

Etiqueta na comunicação online

1. Entre com antecedência na sessão

Se for o(a) apresentador(a), entre na sua sessão online, pelo menos com 15 minutos de antecedência, para ter tempo de verificar se está tudo a funcionar, se os suportes áudio ou vídeo entram bem e se ouvem, se os links que possa ter funcionam, etc.
Se for participante, entre cerca de 2 minutos antes para ter a certeza de que consegue entrar na sessão atempadamente.
Entrar atrasado(a) numa sessão, é como mastigar com a boca aberta. Não é bonito!

2. Para diminuir a ansiedade, faça exercícios de respiração

Caso seja o(a) apresentador(a), aproveite 5 desses minutos que entrou com antecedência, para focar a sua atenção na respiração.
Sugiro-lhe o seguinte exercício: Quando inspira coloque a barriga para fora, como se fosse um balão e quando expira, coloque a barriga para dentro. Repita o exercício durante 5 minutos e quando a sua atenção se dispersar, está tudo bem, apenas tome consciência disso mesmo e volte a fazer o exercício da respiração. O objetivo é que possa relaxar e levar mais oxigénio ao seu cérebro, diminuindo dessa forma, alguma ansiedade que possa estar a sentir.

3. Tenha água perto de si

Tenha sempre um líquido, preferencialmente água, não demasiado fria, nem demasiado quente, para hidratar a sua garganta e assim evitar ficar sem voz.

 4. Ilumine o seu rosto

A iluminação do seu rosto é fundamental. Nunca se coloque numa posição em que tenha uma janela atrás de si, pois vai ficar em contraluz e será muito difícil que os restantes participantes na sessão online o(a) vejam. Por outro lado, ficar num local demasiado escuro, tem o mesmo efeito negativo, pois ninguém o(a) conseguirá ver. Preferencialmente, deverá utilizar luz natural de frente para si, ou ter uma luz que ilumine o seu rosto.

5. O tom da sua voz faz toda a diferença

Caso se encontre numa situação mais complexa, imagine como a resolveria presencialmente e foque-se em criar a melhor experiência online. As palavras podem ser agregadoras ou destrutivas. Tudo depende do tom da sua voz e da forma como a sua expressão facial reage à referida situação.

6. Se não for o(a) apresentador(a), mantenha o seu som desligado (mute)

Este é um dos pontos que mais vejo não ser seguido.

Atualmente muitas pessoas estão em teletrabalho com outras pessoas em casa, com ruído à volta e esquecem-se de desligar o micro. Apesar de essa opção poder ser feita também pelo(a) apresentador(a), já assisti a muitos casos de conversas menos próprias e completamente descontextualizadas, para quem assiste a sessões online. Além disso as pessoas esquecem-se que têm as camaras ligadas e andam a “passear-se” em vários locais. 

7. Garanta que desligou mesmo, a conexão no final

Tal como quando termina uma refeição, deve colocar os seus talheres a sinalizarem que terminou a mesma, aqui a recomendação é que desligue mesmo a conexão. Parece óbvio, mas nem sempre é feito e por vezes as pessoas ficam a conversar, esquecendo-se que têm a câmara ligada.

Cada um de nós tem uma marca pessoal e é fundamental que quer presencialmente, quer via online, a mesma seja congruente.

You may also like...

1 Response

  1. Simples mas up to the point!
    Obrigado pela partilha Teresa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *