O “Salário Emocional” que Marca a Diferença

Salário Emocional - comunicaRH

E se pedíssemos a um utilizador de iPhone que mudasse de marca de telemóvel? Simples, não mudava! Se fosse daqueles utilizadores fanáticos, podia inclusive deixar de nos falar e retirar o nosso contacto da lista telefónica. As marcas, mais que nunca, sabem que a fidelização do seu público envolve emoções, sentimentos, e não chega simplesmente […]