Izabella Nardelli

Supervisora de treinamentos Hyundai Motor Brasil

Liderança é atitude! Ao falarmos em liderança, a primeira coisa a se entender, é que ser um líder não tem relação nenhuma com posição hierárquica mas sim com atitude, já que um profissional pode ter um cargo de gestão mas não conseguir cativar o respeito da sua equipe. Por isso, acredito que liderança é um papel a ser exercido e não um cargo.

Após transformações na maneira de se fazer gestão (tanto de pessoas quanto de projetos), essa atitude passou a ser o centro motivador de grandes conquistas, uma vez que é capaz de impulsionar o crescimento de outras pessoas e das empresas em que se encontram. 

É a atitude de liderança que acelera esses resultados, já que essa evolução trouxe mudanças em relação à forma de se gerenciar. Se antes, cada um era visto como um componente isolado e responsável apenas por suas atividades, direcionado pela antiga figura de chefe, hoje, esse mesmo indivíduo faz parte de um verdadeiro time, com influência direta nos resultados de todos.

O líder é aquele que facilita para os profissionais de sua equipe brilharem, se desenvolverem constantemente e principalmente, perceberem sua importância onde estão inseridos. E todos têm a capacidade de fazer isso.

Ao contrário do que muitos pensam, exercemos a liderança todos os dias (em menor ou maior escala), dependendo do perfil de cada um e da situação em que se está inserido. Pode acontecer desse título não ser concedido pela empresa, ou seja, a liderança não representa um cargo, mas, sim, um papel a ser exercido e isso faz com que pessoas liderem independentemente do seu “status”. Hoje a situação pode ser diferente: as pessoas dentro de uma organização assumem diversos papéis para conseguirem executar com sucesso suas tarefas. Essa verticalização deu espaço aos organogramas horizontais, que priorizam a intercomunicação entre as diferentes áreas de uma mesma empresa e os resultados não são mais vistos apenas como fruto da somatória dos bons desempenhos individuais, é preciso que toda uma equipe se motive para conquistar objetivos comuns.

Uma reflexão importante: se de fato 85% das pessoas deixam os chefes e não as empresas que trabalham, a melhor maneira de reter talentos é ter líderes incríveis!

A pessoa que tem espírito de liderança, costuma possuir uma combinação de habilidades, competências e personalidade específicas que a faz ser tida como líder, independentemente de sua posição na hierarquia. Dessa forma, esse profissional acaba se tornando uma fonte de inspiração para seus colegas de trabalho.

E para quem busca liderar um futuro diferente, seguem algumas dicas para complementar o que se espera de uma boa liderança:

  • Tenha comunicação clara e objetiva;
  • Sempre busque alinhar expectativas e interesses de cada um;
  • Procure ser o melhor para seu time e não o melhor do seu time;
  • Descentralize o protagonismo, promovendo ele nas pessoas;
  • Liderar é saber provocar, questionar, etc. Tenha perguntas, e não respostas para tudo;
  • Não se aprende com quem sabe mais, se aprende com quem se conecta melhor connosco;
  • Tenha uma mentalidade de crescimento – falhas são oportunidades para evoluir.

Pense como líder (independente de seu cargo), pois se todos crescem com você, todos ganham!

This Post Has One Comment

Deixe uma resposta