Mariana Pavanelli

Coordenadora de Talent Aquision Master Coaching de Carreira

Frequentemente leio no LinkedIn post’s de pessoas, seres humanos, que não se sentiram acolhidos, respeitados em processos seletivos. Isso me incomoda como pessoa, como profissional. E me incomoda porque as pessoas que estão na busca de um emprego, depositam na entrevista um
amanhã melhor, a esperança, a realização, a comida em casa, o plano de saúde…. dentre tantas outras coisas. Essa perceção ficou mais evidenciada com a pandemia e os processos virtuais (por vídeo).

É claro que não é todo mundo assim, eu sei, eu vivo isso. Existem candidatos que não se preparam para entrevista, que não querem realmente um emprego… enfim, mas aqui não cabe julgamento.

Lendo esse conteúdo com frequência, fiz uma enquete no meu LinkedIn, durante 1 semana questionando a humanização em processos seletivos por vídeo, e o resultado, apesar de revelar tristeza pelo posicionamento do ser humano, não me causou surpresa. Veja abaixo:

  • 40% não sentem humanização no processo seletivo por vídeo;
  • 30% sentem humanização na etapa com o RH;
  • 15% sentem humanização na etapa com o gestor;
  • 15% sentem humanização do começo ao fim do processo seletivo por vídeo.

Na mesma semana, eu conduzi um processo do começo ao fim por vídeo. No dia da proposta a candidata declinou da proposta, pois havia recebido outro “SIM” e avaliou o que seria melhor para sua carreira. Eu desejei muito sucesso e me coloquei à disposição. Essa candidata pediu desculpas, acreditem? Ela ficou triste em me dizer “NÃO” pela forma como o processo foi conduzido, com respeito, educação, humanização, deixando o candidato à vontade para o mesmo dar o melhor de si, atendendo-o no horário agendado, com o link enviado com antecedência, e transparência sobre a vaga e a empresa. Nada mais do que isso.

Recebi inúmeros comentários sobre isso e compartilho abaixo algumas perceções:

“Mari, reparei que os gestores tem mais sensibilidade que o RH, neste momento que estamos vivendo , eles são mais abertos no processo virtual O RH faz o processo inicial, nos encaminha para o gestor, caso prosseguimos para a próxima fase e depois absolutamente nenhum retorno referente ao processo, não respondem os e-mails. Isso entristece bastante!”

“Fiz várias entrevistas por vídeo durante a pandemia e não senti humanização nos processos, ao contrário, muitas das Recrutadoras ou Gestoras de RH, mal olhavam para mim…

Algumas lições aprendidas:

  • RH e Gestor – nós “estamos” nesta posição, a roda da vida gira!;
  • Seja humilde, acolhedor, empático e PONTUAL!;
  • RH oriente seu Gestor, agende as entrevistas, envie os respetivos links com antecedência;
  • Pessoas cuidando de pessoas, gente cuidando de gente!;
  • Seja por vídeo, presencialmente, seja como for, só não pode deixar de ser HUMANO!

Parceira de Conteúdo responsável pelo artigo: Mariana Neves

This Post Has 2 Comments

  1. Avatar

    Mari, Sensacional seu Artigo. Parabénssssssssssssss!! Infelizmente acontece exatamente o que você descreveu.

  2. Avatar
    Vanessa Reis

    Nossa que artigo importante para o tempo atual, uma grande contribuição para o meu desenvolvimento!

Deixe uma resposta