Adriano Abreu

Mestre em Administração / Vice Presidente e Agente de Transformação Humana no International Institute of Human Development

Você já deve estar cansado de ouvir que o mundo está mudando de forma exponencial, que a quarta revolução industrial está enlouquecendo organizações que durante muitos anos lideraram o mercado dos seus respetivos setores, bem como a necessidade eminente de preparar as lideranças para esse contexto que prediz uma transformação no jeito de fazer negócios, gerir pessoas, equilibrar o trabalho e a vida familiar e estar sempre atualizado. Isso deve te causar algum incômodo, não é verdade?

Que bom que você está incomodado, pois o incômodo causa transformação. Quanto mais significativo for o incômodo, maior será sua capacidade de resposta para transpô-lo. Se fizer uma breve retrospetiva, encontrará na sua história momentos de superação de situações que pareciam, inicialmente, improváveis de serem vencidas. Gostaria de lançar uma provocação a você leitor, qual foi o momento de maior glória na sua vida? Quais eram as suas forças que se faziam presente nessa conquista? O sentimento que você experimentou nesse momento, ele ainda está presente na sua vida?

Você pode estar se perguntado, o que isso tem a ver com o título desse artigo? TUDO!!!

Muitas pessoas atribuem o alcance do sucesso à sorte. Volto a te questionar leitor, o seu maior momento de glória se deu pela sorte, acaso ou por obra do destino? Sim, eu te compreendo e tenho certeza que para triunfar houve uma dedicação ímpar para superar todos os obstáculos que se faziam presente durante a jornada de aprendizado, te levando a diversos momentos de incertezas, por vezes pensando até em desistir. O fato é que você venceu!

Será que a conquista que você se recorda está associada a um talento? Esse talento é um Dom ou uma Competência? Muitas pessoas confundem essa questão. Tenho por objetivo elucidar essa temática, a fim de proporcionar um entendimento claro sobre esse tema tão controverso. Como sou um eterno curioso, fui buscar na literatura explicações sobre esses assuntos (costumo dizer aos meus alunos que desconfiem de tudo que eu digo ou escrevo, pois assim o senso investigativo pode contribuir para formar massa crítica relevante para quaisquer discussões).

Conceituo inicialmente o tema mais polêmico, o Dom. O que porventura vem a ser isso?

Peço desculpas antecipadamente, pois sei que essa pequena palavra causa discussões homéricas, porém não é essa minha intenção. Após a minha entrada na vida acadêmica, compreendi que a minha opinião de nada vale se eu não for alguém que passou anos na busca pela compreensão de conceitos a partir de teses, dissertações e artigos desenvolvidos pela comunidade científica. Isso inicialmente me trouxe um desconforto, mas no decorrer do tempo me proporcionou ampliar minha consciência. Portanto, o que exponho aqui é fruto de estudos que foram desenvolvidos por diversos especialistas da área das ciências sociais.

A busca pela etimologia (origem da palavra) facilita o entendimento do significado e sua conceituação. O Dom advém do latim DONUM, que significa: “doação, dádiva, presente”. Atribuir o talento de alguém ao Dom, expressa que esse indivíduo recebeu de alguém ou de um ser divino, a dádiva ou presente de ter sucesso no que ele se propõe a fazer.

Gostaria de pedir a você que reflita a partir de um exemplo que irei destacar. Provavelmente já deve ter ouvido falar em um tal de Michael Jordan, certo? Seria correto afirmar que o maior jogador da história do basquete mundial nasceu com o talento para o basquete? Utilizando a emoção, talvez a resposta mais sensata seria sim, mas quero te convidar a usar a razão e a curiosidade. Lembra que eu te provoquei a não acreditar em tudo que eu te conto, agora você pode por isso em prática.

Conheça a história desse jogador extraordinário e verá que ele era obstinado por vencer, por ser o melhor. Há uma série no Netflix que conta essa história sensacional, no Brasil você encontra pelo título de Arremesso Final, vale a pena conferir.

Avançando no contexto conceitual, vamos compreender o que é competência. O conjunto de conhecimento, habilidade e atitude visa estabelecer, a partir de diversos pesquisadores da área da administração, a ideia de competência. Ao afirmar que a soma desses três elementos culmina em uma competência, seja ela técnica ou comportamental, qualquer pessoa é capaz de se desenvolver em qualquer área pessoal e/ou profissional.

O desenvolvimento de uma competência perpassa por quatro fases fundamentais, são elas:

  1. Inconsciente Incompetente – onde eu não sei o que não sei
  2. Consciente Incompetente – onde eu sei o que não sei
  3. Consciente Competente – onde eu sei, mas preciso de constante evolução
  4. Inconsciente Competente – onde eu sei e faço de forma automática

Esse conceito proporciona autorresponsabilidade, onde o processo de aprendizagem pode transformar um simples desejo em algo que pode se tornar um talento.

Ah, falando nisso, afinal o que é talento então?

De acordo com Dave Ulrich, um dos mais respeitados estudiosos da administração moderna, Talento é a soma de Competência + Comprometimento + Contribuição. Como vimos anteriormente, a competência é a base para o desenvolvimento de um talento, porém ela necessita de um nível de comprometimento acima do normal.

Quero voltar no exemplo do Michael Jordan. Durante sua vida como jogador profissional, ele possuía uma rotina puxada de treinos. Todos sabemos que atletas de alta performance é acompanhado por diversos profissionais da área do esporte e da saúde para proporcionar um maior rendimento. Após os treinos, enquanto o restante do time ia para o vestiário para tomar banho e seguir para sua casa, Jordan ficava em quadra e arremessava 1000 bolas.

Perceba que isso está intrinsecamente ligado ao seu comprometimento e a uma sensação de prazer. O resultado dessa combinação finaliza em uma entrega diferenciada, ou seja, a contribuição.

Retomo aqui para uma consideração final, que Talento não tem a ver com Dom e não é só competência. Talento é o resultado de tudo que você faz com prazer e dedicação. Talento transforma trabalho em missão com propósito empregando seus valores e crenças a fim de gerar resultados extraordinários.

Para finalizar, vai mais uma provocação… QUAL É O SEU TALENTO?

Deixe uma resposta