João Santos

Executive Director na Growin

Como pode o Outsourcing de TI ajudar o seu negócio a crescer

Nos últimos anos, em Portugal, temos assistido a um crescimento exponencial do  Outsourcing de TI. O nosso país está, inclusive, a tornar-se num destino competitivo para a criação de centros de competência de Tecnologias de Informação (TI), a nível internacional, nos mais variados setores.

Além da posição estratégica, segurança e contexto social, Portugal é reconhecido pela qualidade e profissionalismo dos seus recursos humanos, principalmente na área das TI.

Atualmente, conseguimos identificar três modelos de Outsourcing de TI: offshore, onshore e nearshore. As principais distinções entre eles estão relacionadas com a localização e fuso horário do parceiro tecnológico escolhido, e as possíveis diferenças culturais e regionais.

Porque é vantajoso recorrer ao Outsourcing de TI?

À medida que a sua empresa cresce, cresce também uma necessidade de fazer mais e melhores projetos. É aqui que o Outsourcing de TI entra. Esta é a melhor maneira de promover a inovação, e ter acesso a um novo conjunto de competências que vão consolidar ainda mais a sua empresa no mercado.

Por norma, quando pensamos em Outsourcing de TI, pensamos puramente na perspetiva de poupança de custos. No entanto, o Outsourcing de TI é muito mais do que a redução de despesas associadas ao seu negócio.

É importante refletir no valor que o expertise técnico de um “consultor” acrescenta à sua empresa. São estas competências e experiência profissional que lhe oferecem uma nova oportunidade para inovar, crescer e destacar-se da concorrência.

Assim, podemos resumir as principais vantagens de recorrer ao Outsourcing de TI no seguinte:

  • Maior flexibilidade na gestão da quantidade e qualidade dos elementos das suas equipas;
  • Otimização de processos e foco no desempenho individual e coletivo de cada projeto entregue;
  • Redução de custos operacionais;
  • Maior capacidade de responder a fluxos de trabalho mais complexos.

O que deve procurar num parceiro de Outsourcing de TI?

O ano de 2020 trouxe-nos uma nova realidade empresarial, marcada pela necessidade de uma maior rapidez de resposta por parte de parceiros tecnológicos – sem perder a qualidade de serviço a que habituaram os seus clientes.

Assim, torna-se crucial – para as empresas – encontrar o parceiro certo que dê resposta atempada a todas as necessidades do negócio.

Prever, otimizar e minimizar perdas são argumentos cada vez mais essenciais para a definição de uma relação estável e empática entre “parceiros”. A nossa dependência da tecnologia e processos digitais tornou-se ainda mais evidente na forma como gerimos o nosso negócio e as nossas pessoas.

Desta forma, podemos dizer que existem 6 características que um bom parceiro tecnológico deve ter:

  • Qualidade técnica dos seus profissionais
  • Oferta variada nos  serviços prestados
  • Experiência comprovada no mercado
  • Confiança (ex: comprovada por testemunhos clientes satisfeitos)
  • Comunicação transparente
  • Custo ajustado às necessidades do cliente

Como implementar um modelo de Outsourcing na sua empresa?

Recorrer ao Outsourcing de determinadas funções e/ou atividades do seu negócio permite-lhe centralizar os seus recursos internos nas atividades-chave que garantem o lucro da sua empresa sem perder a qualidade.

Por vezes, existem alguns projetos – ou até mesmo departamentos – com necessidades pontuais e/ou recorrentes que requerem uma ajuda extra de recursos humanos especializados.  Nesses casos, o Outsourcing cumpre na perfeição esse papel, garantindo ainda a estabilidade e flexibilidade da sua empresa.

Os passos para implementar um modelo de Outsourcing na sua empresa são simples:

  1. Definir uma estratégia clara, e identificar as oportunidades de negócio e respetivas vantagens competitivas no seu mercado;
  2. Avaliar muito bem as oportunidades, a definição de padrões e a perceção do custo versus o benefício do serviço de Outsourcing;
  3. Escolher o seu parceiro tecnológico de uma forma ponderada e informada;
  4. Definir muito bem, à partida, todos os processos da empresa e a forma como irão funcionar  num  contexto de Outsourcing;
  5. Medir todo o processo de Outsourcing que está a ser  implementado, bem como avaliar o desempenho do seu parceiro à medida que o projeto avança.

Resumindo…

Num passado recente, o Outsourcing de TI era quase exclusivo para áreas de desenvolvimento de software e/ou áreas que não impactavam no core business das empresas.

No entanto, hoje em dia, a realidade é que o Outsourcing traz aos seus clientes uma capacidade transversal de responder às suas necessidades que tem a tendência natural para aumentar – não só na forma de acesso a recursos especializados, mas também de serviços prestados.

Naturalmente que esta promoção de soluções ágeis, eficientes e adequadas ao cliente dependem sempre de algumas métricas que garantem uma maior eficiência no desenvolvimento dos projetos.

Assim, podemos concluir que, atualmente,  o Outsourcing de TI  posiciona-se cada vez mais como um complemento à inovação.

À medida que empresas de TI, como a Growin, se tornam mais estratégicas, começamos a assistir à criação de um impacto muito positivo, que acrescenta valor aos seus clientes através da transformação digital, da automação de processos e tratamento de dados.

Com um forte suporte tecnológico e estratégico, os benefícios que o Outsourcing de TI trazem ao seu negócio são valiosos para o sucesso da sua empresa.

Deixe uma resposta