Como o autoconhecimento impulsiona a liderança

Sabemos que um dos grandes desafios da liderança feminina está relacionada ao desenvolvimento da autoconfiança. Historicamente, fomos ensinadas a não arriscar e a não incomodar e pouco estimuladas a nos posicionarmos em diferentes situações. O fato é: para fortalecer a autoconfiança será necessário um belo mergulho para dentro de si mesmo, o tal do autoconhecimento

Para tanto será necessário cuidar e atuar em dois aspectos: conhecer e liderar a si mesmo e, então, liderar os outros.

Uma das certezas que aprendi em toda minha prática é que os melhores líderes são os que se conhecem. A liderança inspiradora passa necessariamente pelo autoconhecimento. Como liderar o outro se me falta conhecimento de mim mesmo? Como desenvolver o outro se eu não tenho consciência dos meus pontos de desenvolvimento? Como adaptar a melhor forma de comunicação para cada indivíduo se eu não compreendo qual a minha forma usual de comunicação? Como ter uma equipe que atue e me complemente se eu não conheço minhas próprias fortalezas e dificuldades? E, novamente, como lidar com os medos do meu time se eu ainda não compreendi os meus próprios medos?

Muito se fala do autoconhecimento, mas poucos são corajosos para um verdadeiro olhar interno, para conhecer e aceitar seus comportamentos, seus padrões, sua estrutura emocional, suas certezas, suas incertezas, suas fortalezas e suas oportunidades, para conhecer sua coragem e seus medos. Esse processo nos ajuda a diminuir o medo de fracassar e a focar nosso caminho no que temos de melhor, nas forças que nos diferenciam, nos permite apoiar o desenvolvimento da carreira no que já somos bons e não na busca incessante de apenas minimizar pontos fracos.

E, é dessa forma, que o autoconhecimento pode alavancar a liderança: conhecer a si mesmo gera autoconfiança, que gera mais capacidade de influência e mais possibilidade de mobilizar pessoas para um objetivo comum. Não basta olhar apenas para frente, será necessário olhar também para sua trajetória com respeito e amor. Não se esqueça de onde veio, mas sua origem não pode ser o limite para onde você quer ir. Como já dito Jung “conhecer a sua própria escuridão é o melhor método para lidar com as trevas das outras pessoas”.

Uma coisa é fato: o caminho do autoconhecimento trará boas descobertas, além do conhecimento da sua escuridão.

O caminho para uma liderança inspiradora exige protagonismo e coragem. Dar direção, posicionar-se estrategicamente e atuar com propósito são ações facilitadas quando sabemos quem somos, do que somos capazes e quais as armadilhas devemos evitar.

Com o foco no futuro, sabemos que as principais competências exigidas serão as habilidades sócio emocionais. O futuro exige líderes humanos, com empatia, que ajudem no desenvolvimento atuando como mentores e como líderes próximos, com olhar completo sobre o ser humano. Presente e futuro reforçam que conhecer a sim mesmo será o grande diferencial para a liderança.

Artigos Recentes

Partilhe este artigo...

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

2 respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *