Anaximandro Ferreira Monteiro

Presidente da Organização Juvenil dos Países de Língua Portuguesa

A mudança é hoje uma constante da nossa vida com um enorme impacto a nível das organizações em que nos inserimos.

Para todos os Gestores de Recursos Humanos, em particular, gerir neste contexto de mudança implica estar preparado para enfrentar novos, diferentes e inesperados desafios.

As pessoas poderão começar a mentalizar-se que o seu posto de trabalho não será o mesmo, pode ser fora da empresa e que isso implica alterações nas suas rotinas e no modus Vivendi a uma nova realidade.

No entanto, esta dificuldade não é absoluta e pode ser contornada, temos hoje ao nosso alcance ferramentas que nos permitem recolher e aferir informações que nos permitem tomar decisões com menos potencial de risco.

Ora, no mundo altamente competitivo em que vivemos, são justamente as propostas e as iniciativas diferenciadoras que podem distinguir as organizações entre si deixando umas para trás e fazendo com quem outras se tornem líderes ou reforcem posições de liderança.

Afinal de contas, ser líder é ter sucesso e sucesso é o objectivo primeiro das organizações e das pessoas que querem vencer na vida.

Ser Gestor hoje, já não é dominar um dado tipo de negocio ou um dado tipo de especialização técnica. É antes de mais gerir pessoas, formar equipas, dinamizar esforços e energias para atingir resultados.

Como poderemos fazer isso bem, se não utilizarmos de forma inteligente e produtiva os recursos que temos e que são cada vez mais escassos?

Os Gestores de Sucesso sabem que são equipas motivadas, em que cada um dá o seu melhor, que lhes permite fazer a diferença.

Por outras palavras, é preciso treinar a resistência intelectual e emocional para atravessar o território do medo e superar as adversidades visto que estas surgirão em dado momento da vida de qualquer um. A verdade é que a maioria das pessoas ainda não aprendeu os segredos para usar a mente de forma útil e positiva.

Lutar por objectivos, sabe-se nem sempre é tarefa fácil, mas com perseverança é possível atingi -los, quem confia em si mesmo não desiste dos seus projetos pelo contrario ,contagia os outros a acreditar neles.

Em suma, a autoconfiança é necessária em tudo o que fazemos. Na Vida profissional nos relacionamentos ou em qualquer outra situação, pois nada nos motivará mais e melhor do que a convicção própria de que podemos ser ou fazer algo mais e melhor.

Deixe uma resposta