Luis Lira

Diretor Corporativo de RH do Hospital das Clínicas da FMUSP

Nesse atual cenário de transformação e ambiguidade é fundamental a maturidade na definição estratégica e a priorização na implementação de mudanças, de forma a garantir sustentabilidade e estabilidade dos colaboradores e organização.

Para tal, é fundamental considerar elementos de grande relevância que contribuam para um bom ambiente interno, segurança, transparência e motivação, impulsionando o sucesso nesse momento de grandes transformações.

Definição de Mindset 

Manter o mindset dos colaboradores alinhados aos propósitos da empresa é tão importante quanto orientá-los e acompanhá-los nessa mudança.

Hoje, uma das principais dificuldades para se adaptar ao novo normal corporativo são os funcionários irredutíveis a transformação digital e a resistência a novos conceitos de gestão.

Comunicação assertiva

Com a crise, as empresas devem sentir uma necessidade maior de manter o contato com os colaboradores, para que todos estejam alinhados e bem orientados.

Essa é uma realidade que deve fazer parte do novo normal, pois só traz benefícios para ambos os lados. Ou seja, os colaboradores sentem que a empresa se preocupa com eles, e essa interação com uma comunicação transparente traz mais confiança e gera engajamento.

Treinamento de ferramentas

Alguns setores mais tradicionais e equipes burocráticas podem desconfiar da eficiência, qualidade e segurança dos processos digitais.

Pois isso, para o novo normal, é preciso treinar e mostrar a esses funcionários como as ferramentas tecnológicas auxiliam os serviços e permitem economia de tempo para desenvolver novas estratégias.

Plantar a semente do novo é papel do RH; semear, cuidar e fazer dar frutos é responsabilidade de todos na organização. Esse ambiente natural é que faz a diferença nos momentos de desafios, e quem ganha no final é o funcionário.

Os Recursos Humanos assumo um papel de extrema importância em todo o processo de transformação, no que se refere a gestão das pessoas.

Entretanto, lembramos que hoje a gestão dos processos está sobre a responsabilidade dos RH’s mas o sucesso da implementação depende também e em grande parte de todos os líderes formais e informais.

Deixe uma resposta